O que é um Projeto Arquitetônico?

Se você ainda acha que o projeto arquitetônico se resume a alguns desenhos de planta baixa, então está na hora de aprender um pouco mais sobre esse documento importante e indispensável para a execução da sua obra!

Primeiro vamos esclarecer que o PROJETO ARQUITETÔNICO não é composto apenas por desenhos, mas compreende também uma série de memoriais e tabelas que começam a ser elaborados ainda na fase de estudo.

 

 

 Para dar início a um novo projeto primeiro é feito um LEVANTAMENTO DE DADOS sobre o local da edificação e seu entorno e sobre o que o cliente deseja;

 

 Em seguida começa o ESTUDO PRELIMINAR do projeto, onde serão tomadas as primeiras decisões como o tamanho da edificação e a setorização;

 

O próximo passo é a elaboração do ANTEPROJETO, o qual será apresentado ao cliente como primeira proposta. Esta etapa tem um pequeno nível de detalhamento e mostra ao cliente uma ideia de fluxograma, acessos e divisão dos ambientes. É o momento de discutir decisões e preferências para que o processo siga adiante;

 

Depois de tudo definido é hora de elaborar o PROJETO LEGAL, o qual deverá ser aprovado na prefeitura. Esta etapa tem um nível médio de detalhamento, pois o mais importante aqui é verificar se tudo está de acordo com a legislação, como a área máxima permitida, a quantidade de pavimentos, os recuos, algumas medidas e outros itens relevantes;

 

Por fim, é elaborado o PROJETO EXECUTIVO, que será utilizado para efetivamente executar o projeto, por isso tem um alto nível de detalhamentos e especificações.

 

 

O projeto executivo é a parte mais importante e contém uma série de documentos indispensáveis para a execução da obra. São eles:

 

Programa de necessidades – É a listagem de todos os ambientes que irão compor o projeto, tanto internos como externos, e é dividido em setores (íntimo, social, serviço, etc);

 

Memorial justificativo – É um documento que justifica as escolhas do arquiteto sobre as características da obra, as escolhas dos materiais, das formas e das dimensões;

 

Memorial descritivo – É o documento que descreve detalhadamente como devem proceder todas as etapas de execução da obra, desde a fundação até a colocação dos revestimentos;

 

Plantas baixas – São representações em forma de desenho que mostram a edificação em corte longitudinal, normalmente com altura de 1,5 metros a partir da base. São necessárias várias representações de planta baixa, conforme a dimensão do projeto;

 

 

Cortes – São representações em forma de desenho que mostram a edificação em corte transversal. Normalmente devem passar por elementos que exigem mais cuidado no momento da execução, como escadas, elevadores e reservatórios de água, ou nos locais em que haverá muitos pontos hidráulicos, como a cozinha e o banheiro;

 

 

Fachadas – Representação das fachadas com as medidas e a descrição de todos os revestimentos e materiais utilizados;

 

 

Detalhamentos – São desenhos detalhados que mostram elementos pequenos demais e que não aparecem com muita precisão nas plantas baixas ou nos cortes, mas são de extrema importância; O projeto será mais completo e melhor executado quanto mais bem detalhado for;

 

Perspectivas – Imagens que representam como será a parte interna e externa da construção depois de finalizada;

 

Tabelas – É necessário também incluir no projeto algumas tabelas:

  • Tabela de áreas – Mostra a área do terreno, a área total construída, a área de cada pavimento e a área de cada cômodo e o que mais for relevante para o entendimento do projeto;

  • Tabela de aberturas – Detalha todos os tipos de abertura (porta de correr, janela tipo guilhotina, etc), as medidas, os materiais, as quantidades e outras informações relevantes;

  • Tabela de revestimentos – É utilizada para especificar o tipo de revestimento que será utilizado em cada cômodo, tanto no piso quanto nas paredes e no forro.

 

O projeto arquitetônico é a parte mais importante da construção e exige muito estudo para ser elaborado com qualidade. É a partir dele que serão feitos todos os outros projetos, como o estrutural, o hidráulico, o elétrico, etc. Quanto mais detalhado e bem planejado for o projeto, menor é a chance de acontecerem imprevistos no momento da execução.

 

Por isso, invista em um arquiteto na hora de construir, a realização do seu sonho não pode ficar nas mãos de qualquer um!

 

Please reload

Posts em Destaque